AM 1120 SJP

participe via
whatsapp

4130581120
Rádio Mais > Mais saúde
Melatonina: o que é e quais os seus benefícios? 23 de maio de 2022 - 12:30

(Foto: Canva)

A melatonina é um hormônio produzido pelo nosso organismo, mais precisamente na glândula pineal, que fica no nosso cérebro. Ela é liberada no início da noite, quando cai a iluminação natural, porém tem um pico de produção maior algumas horas após o anoitecer e ajuda a promover o início do sono. Além disso, a melatonina promove também o bom funcionamento do organismo e atua como antioxidante. Sobre o assunto a apresentadora Carol Chab conversou com o Farmaceutico Felipe Mencacci que fala dos benefícios da melatonina.

A produção de melatonina acontece especialmente no fim do dia, quando já não existem estímulos luminosos e o metabolismo está mais lento, o que faz com que a sua produção aconteça principalmente à noite. Por isso, na hora de dormir, é importante evitar a luminosidade, estímulos sonoros ou aromáticos que possam acelerar o metabolismo e diminuir a produção de melatonina.

O hormônio pode ser sintetizado ou extraído de animais – e assim ser administrado a pessoas. Essas formulações têm sido bastante utilizadas na prática médica, mas principalmente sem orientação médica.

A melatonina é bem segura. Ela é usada principalmente em casos de jet lag – desregulação do sono que ocorre após uma viagem no qual ultrapassamos vários fusos horários –, distúrbios de ritmo circadiano ou em casos extremamente específicos de insônia.

Geralmente, a produção de melatonina diminui com o envelhecimento e é, por isso, que os distúrbios de sono são mais frequentes em adultos ou idosos.

1. Melhora a qualidade do sono
Vários estudos demonstram que a melatonina contribui para uma melhor qualidade do sono e ajuda a tratar a insônia, por aumentar o tempo total de sono, e diminuir o tempo necessário para adormecer em crianças e adultos.

2. Possui ação antioxidante
Devido ao seu efeito antioxidante, foi demonstrado que a melatonina contribui para o fortalecimento do sistema imune, ajudando a prevenir diversas doenças e a controlar doenças psicológicas e relacionadas ao sistema nervoso.

Assim, a melatonina pode ser indicada para auxiliar no tratamento do glaucoma, retinopatia, degeneração macular, enxaqueca, fibromialgia, Alzheimer ou isquemia, por exemplo.

Além disso, alguns estudos utilizando células do câncer de mama, próstata, endométrio e ovário mostram que a melatonina pode ajudar a melhorar o efeito do tratamento do câncer ou diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia ou radioterapia. 


Tags: Saúde Sono melatonina hormonio do sono

Relacionados

Desenvolvido por: